.

21:26:00


“Li, em um livro, que um homem chamado Cristo

passou pela terra fazendo o bem. É muito desconcertante para mim

que tão facilmente me satisfaça com apenas o passar pela terra.”

(Toyohiko Kagawa)


Qual a sua opinião sobre isso?! Não quero arrancar de você uma viagem alucinante, só a sua real opinião. Estou preparando um post sobre Deus(pai, filho e espírito Santo) e vou explorar a minha. Por tanto quero entender as diferentes opiniões. Religião é um assunto delicado, não pode ser falado assim numa mesa de bar.



You Might Also Like

9 Cerejas

  1. O Autor dessa frase com certeza é ateu pois nenhum Cristão teria coragem de falar tamanha afronta sobre Cristo... Cristo passou pela terra?? Ele nasceu, se sacrificou por nós, teve sua carne moida e seu sangue jorrou até sair agua... Ele foi 100% homem e 100% DEus... Ele nos salvou e resuscitou... Cristo foi mto popular em sua epoca, "digamos" Ele fez tudo que ninguem esperava de um messias... Andou com os pobres, e não com os ricos, salvou prostitutas... curou mendigos... Cristo é o cara, sou fã Dele... Por que a sua misericordia é para sempre!

    ResponderExcluir
  2. para mim, religião é fé, acima de tudo. Não importa qual o tipo de religião, todas elas propõem fé em algo, ou alguém.

    Estou esperando o próximo post... :D
    xoxo

    ps: dá uma passadinha lá no meu blog... (:

    ResponderExcluir
  3. Não acho que religião não possa ser abordada numa mesa de bar... Pode até ser um assunto delicado, mas se há gente disposta a falar do assunto, porque não? Agora o que vai sair do debate são outros 500 =P

    E não vejo uma graaaande afronta no que Toyohiko disse, se alguém se ofende com isso é porque já está levando a religião um pouquinho mais a sério do que deveria e já começa a desbancar para o lado do fanatismo e intolerancia.

    No mais, a frase do cara é bastante interessante, mas com horizontes deveras limitados.

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que o que o cara aí disse é que considerando só o fato Dele passar pela terra já o inquieta.
    Agora, nós cristãos consideramos que ele fez mais do que isso.
    Aliás, se formos ver bem a fundo as coisas, justamente por para nós ele ser Deus, só o fato de Deus vir a terra é desoncertante.
    O Cristo, viveu como o homem Jesus e é desconcertante pensar o Cristo se dispondo a viver como homem.

    ResponderExcluir
  5. Monique|

    Concordo com sua visão.

    Nanda|

    Acho interessante quando alguém discute religião de forma racional.
    É preciso muito cuidado para falar de religião sem ferir ou confundi-lo com o evangelho genuíno da Graça salvífica de Cristo.

    Parabéns pelo seu blog.
    FIca na paz.

    Visita o meu: http://conversadc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Pouco importa a forma da escrita. O que importa é o uso que fazemos dela, como a interpretamos. Não vamos esquecer que, pra cada tipo de público, existe uma forma de linguagem mais ou menos adequada.
    Com relação a mesa de bar; acho que uma boa discussão (no bom sentido da palavra) pode e deve acontecer em qualquer lugar.

    ResponderExcluir
  7. Acho um pouco sem graça e sem intimidade.
    Talvez esse escritor ,só conhe Jesus de ouvir falar,o que ele precisa mesmo é ver Jesus e só assim vai perceber que Jesus não só passou pela terra, ele amou quem estava no mundo de tal maneira que entregou a propia vida para salvar todo aquele que Nele crer.Jesus sem nós :continua sendo Jesus e nos sem Jesus quem samos?????

    ResponderExcluir
  8. Jesus não se sacrificou por nós em vão .Não veio à terra de passagem ..Ele fez a diferença ;)

    ResponderExcluir
  9. "...É muito desconcertante para mim QUE TÃO FACILMENTE ME SATISFAÇA com apenas o passar pela terra"

    O Escritor crê. E explica sua fé. Ele fica desconcertado com a possibilidade de apenas a passagem de Cristo pela terra o satisfazer, imagia o resto então...

    Sempre podemos ir mais longe nos texto...

    ResponderExcluir

Então, o que você me diz? Compartilhe comigo a sua opinião!

Natura

Postagens recentes

Curta nossa Fan Page!


Compre Natura Aqui!

Subscribe