Talvez mais um, final feliz

15:08:00

No finzinho da tarde estava voltando pra casa, quando avistei no chão do passeio um passarinho. Parecia estar morto. Oh coitadinho! Como será que ele morreu?
Peguei-o com as minhas mãos e comecei a examiná-lo (esqueci de mencionar que também sou enfermeira nas horas vagas). O bichinho de repente abriu os olhos e se levantou todo desengonçado, parecia ter machucado a asa e na tentativa de sobrevivência, se fingiu de morto. Foi essa a teoria mais sensata que pude bolar. Depois o levei para casa. Eu sei, você vai dizer que tenho problemas psíquicos. Mas eu não estou nem aí pro que você vai dizer. A minha atenção, naquele momento, estava toda voltada para a missão de ajudar um passarinho inofensivo machucado. Aliás, achei passarinho um nome muito comum pra ele, que tal Alfredo? Ou talvez, Jiló? O problema era que eu não sabia se ele era passarinho ou passarinha. Eis a questão.
O coloquei em uma gaiola de hamister.
Sempre tive uma gaiola de hamister em casa, chovia fazia sol ela estava lá, intacta. Sem hamister.
Antes de dormir, coloquei varias coisas na gaiola. Uma banana e um vasinho com água. Dizem que passarinho toma banho, mais até mesmo do que eu.
Enfim, deitei e apaguei.
No outro dia, logo cedo. Fui ver se ele não tinha se suicidado na gaiola (vai saber, esses bichos são sensíveis), mas para a surpresa geral da nação, não havia passarinho na gaiola e muito menos banana e água. Foi apenas mais um sonho. Maluco.

Ps: espero eu que no sonho eu tenha salvado o Jiló e ele tenha voado feliz para casa.

You Might Also Like

0 Cerejas

Então, o que você me diz? Compartilhe comigo a sua opinião!

Natura

Postagens recentes

Curta nossa Fan Page!


Compre Natura Aqui!

Subscribe