Aos nossos baús de pulga

12:42:00

Dandara e minha mãe
Dandara não é nenhum "Marley", mas é uma cachorra bem maluca. Minha pinche é bem mais complexa. Tamanho realmente, não é documento. O que eu acho incrível nos animais é que cada um tem uma personalidade própria. Dandara é uma vira-lata tamanho mamute, uma mistura de dálmata com pitbull (sacomé?), parece uma criança bobona que adora roer (estralhaçar) coisas. Também acho incrível como ela é comunicativa com os outros animais, ela brinca com todos da vizinhança, com aquela língua de fora, bem coisa de cachorro psicótico. E não importa o tamanho, nem a espécie, ela perturba a gata, os filhotes dos outros cachorros, que se aproveitam de sua aparência frágil para comer sua ração. E ela simplesmente fica observando os menores infratores saquearem sua refeição, como se nada estivesse acontecendo, porque para ela está tudo sob controle, o céu é preto e branco e o Baby está a salvo. Brinquedinho que é a miniatura do personagem baby da família dinossauro. Compreendeu o perfil? Como eu disse, ela não é nenhum Marley, pois ,como todo animal, ela é especial.
Shakira, a "gente ruim".
Shakira é a pinscher, com nome de artista. Chamamos ela de “gente ruim”, de uma forma amável. Pois ela não é uma cachorra de fácil convivência, não dá o braço a torcer para nada. Ela gosta de morder. Se você encher muito o saco dela, é bom correr. Já mordeu muito de nós. Mas há seus momentos de doçura. Ela não gosta que ninguém brigue, nem grite, ela nos defende com uns latidos ferozes ameaçando partir pra cima de quem não a ouvir. É uma ótima dona de casa. E ama vestir vestidos. Há quem diga que cachorros são um baú de pulgas, mas eu digo: quem não gosta não sabe o que está perdendo. Um amigo. Maluco, mas ainda assim um amigo. Que não liga pra contas bancárias, nem para seu corte de cabelo nada incrível, muito menos para o seu psicológico irritante. Ele quer apenas amar e ser amado. Cachorros nos ensinam muitas coisas. Nos ensina a sermos inocentes para sermos felizes, também não tão inocentes a ponto de deixarmos os outros roubarem a nossa ração. Mas a ponto de não nos prendermos a coisas artificiais. O gostoso é ser verdadeiro. É ser simples. É ser amado. E amar também.
Que tenhamos um enorme coração, como o de nossos cachorros. 

You Might Also Like

0 Cerejas

Então, o que você me diz? Compartilhe comigo a sua opinião!

Natura

Postagens recentes

Curta nossa Fan Page!


Compre Natura Aqui!

Subscribe