Cuidando de você (parte I)

20:53:00

Vontade de não fazer nada. Não fazer nada implica deixar de fazer muita coisa. Uma arte milenar que é bom praticar de vez em quando. Sabe quando tira um dia só seu, livre? Sem compromissos com a máquina de lavar, nem com o computador ou com a bagunça da casa?
Pois, que dia grandioso!
Poderá então, finalmente, decidir entre não fazer nada o dia inteiro ou fazer tudo sem que nada esteja articulado, ou planejado. Experimente sair da rotina sem ser em um final de semana, ou feriado. Experimente jantar com alguém que você ame num lugar diferente. Com seu esposo (a), por exemplo. Lembra-se dele (a)? Ou sua melhor amiga afinal está precisando pôr o papo em dia.
A verdade é que você está lendo esse texto e está achando tudo muito louco, fora da realidade. Porque quando sai do serviço e chega em casa você está louca para bater um papo bem agradável com o seu colchão. Ok, isso é verdade, eu te entendo, sério. Contudo durante cinco dias ou mais na semana, vinte ou mais no mês e duzentos e tantos no ano, tirando os feriados e fins de semana, você bate esse mesmo papo com o seu colchão. Não queira estar com mais de oitenta anos reclamando de que devias ter curtido mais a vida e descasado menos.
Não interprete mal, não quero que file o trabalho, nem saía por aí enchendo a cara, nem fazendo coisas inconsequentes que mais tarde vá se arrepender (ou não). Até porque a missão aqui não é ver você morrer mais cedo, e sim viver mais, e viver bem. Fazendo alguma coisa legal, ou simplesmente fazendo nada. Sabendo apreciar a vida cuidando das pessoas que ama, incluindo você mesma. Tire um dia de folga e faça o que der na telha. Apenas se assegure de ao final do dia estar vivo e não ter assassinado ninguém. Para finalizar...
“Carpie Diem” aproveite o dia.


You Might Also Like

0 Cerejas

Então, o que você me diz? Compartilhe comigo a sua opinião!

Natura

Postagens recentes

Curta nossa Fan Page!


Compre Natura Aqui!

Subscribe