Sem idéia para o título...

15:20:00


Capítulo V:
O que devo fazer?

Caramba, aquele momento eu fiquei tipo assim, boba. Um tumor? Pela aparência dela eu nunca ia imaginar...
-Mas... Como?
-Ligada tanto ao trabalho, ela se esquecia da sua própria saúde. Então um dia ela passou mal, e a levamos até hospital, constataram que ela tinha um tumor. Só quê, ela não queria cuidar, e o tumor acabou crescendo, crescendo e crescendo... Afastou do trabalho, e estava ela querendo viver seus últimos dias sem saber dessa doença, sem saber que ia morrer. E por isso, ela andava com o aparelho no bolso, queria apagar a sua memória, mas não tinha coragem. E agora você fez isso, por ela. Irônico não?
-Nossa! Coitada. Bom, pensando bem, eu fiz um favor, não é?
-Eu creio que não. A Ketty não pediu isso a você, talvez ela até tivesse mudado de idéia, portanto, você é responsável agora pelo os últimos dias dela.
Ah? Me ferrei, virei babá de uma mulher de vinte anos.
Voltamos para casa, eu a apresentei pra minha mãe e meu irmão, afinal era a nossa nova vizinha, almoçamos e depois eu fui a casa dela ajuda - lá na arrumação, ela é péssima nisso.
Passei aquela tarde toda matutando minha cabeça, se deveria contar a ela sobre sua futura mudança para o “mundo do além” ou ficar quieta na minha, satisfazendo o seu antigo desejo. Já pensou se ela não quisesse mais isso? Se ela quisesse passar seus últimos dias, aproveitando o máximo, já que ia morrer?Ahhhh! Q merda.
Depois da arrumação vim pra casa, no jantar perguntei a minha mãe o que ela achava. Contei um terço da história, o resto foi inventado. A final ela não podia saber do cobertor, nem do aparelho, nem da agencia, nem de nada.
No final olha o que ela me disse:
-Que coisa! Se fosse eu, iria querer saber de tudo. É minha vida! Ia querer tomar minhas decisões, não que alguém tomasse elas por mim, ainda mais nessas circunstâncias. Acho melhor você contar. Vocês já estão amigas. Não estão?
-É. Acho que sim. - respondi, já levantando da mesa e indo em direção a porta- Vou lá conversar com ela, já volto.
-Vai com Deus.
Não sabia eu como chegar a ela e falar isso. Bati na porta e entrei, ficamos na sala, sentadas. Então ela logo perguntou o que a mulher da floricultura queria falar comigo, como resposta eu disse que ela confirmou que as coisas contidas no livro eram tudo verdade. E que ela precisava lê-lo.
Cantinua...tá perto do final...

You Might Also Like

6 Cerejas

  1. Eu estou gostando!!
    eu até nem pensei nisso, na hora estava tão nervosa com a possibilidade de perde-la que só queria sair correndo! óÒ
    eeeenfim.

    http://milagredosnovostempos.blogspot.com/
    (tá atualizado!!)
    Beeijos.

    ResponderExcluir
  2. Oláaá, você comentoou no meeu BLOG e eu nãoo poderiia deixaar de comentaar no seeu tbemm.
    Seeu blog é shoow'!
    Bjoox '! =D

    ResponderExcluir
  3. putz...isso é de verdade?
    nossa, as meninas parece que vivem numa eterna malhação?
    nem sei se essa novela ainda passa!
    aeuhauehauehuaheuaheuaheuhauehaueh

    --
    www.moolegal.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Muito legal...
    www.chefgourmet.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Agora sim !! Selinho pra ti !!

    Jah contactou uma editora? rsrs

    bjinhos !!

    ResponderExcluir
  6. oi moça,já estou de volta.
    nossa,adorei seu banner.
    Ah, obrigado pelo selo 6 coisas 6 links também.
    valeu mesmo.
    bjoooo

    ResponderExcluir

Então, o que você me diz? Compartilhe comigo a sua opinião!

Postagens recentes

Curta nossa Fan Page!


Compre Natura Aqui!

Compre Natura Aqui!
E receba os produtos em casa.

Subscribe