O poder que está em você

11:47:00



Por muitas vezes, é difícil aceitar o que o título desse post afirma. Mas é preciso. Por que é preciso? Porque precisamos aprender a entender que só nós mesmos somos capazes de transformar o mundo ao nosso redor.

Como assim?

Vou explicar melhor.
Durante muito tempo nos acomodamos na poltrona da passividade. Quando algo não dá certo, ou não funciona, costumamos agregar a culpa a qualquer coisa, sem ao menos analisar se podíamos ter feito algo para evitar ou transformar o erro em acerto.

Vamos pegar o exemplo de quando trabalhamos em equipe. Se o resultado alcançado pelo trabalho em equipe é satisfatório e bem sucedido, a frase que exclamamos é: "graças a união e ao trabalho em equipe!". Contudo se o resultado não é satisfatório e o trabalho é um fracasso, logo começamos a apontar o dedo e a exclamar: "a culpa é de fulano, que não fez o que deveria ter feito, culpa de ciclano que não soube organizar as tarefas!" etc.

Não estou aqui dizendo que "fulano" ou "ciclano" realmente não tenham seu papel de responsabilidade sobre o não sucesso do trabalho. Mas sim que, as nossas atitudes são de responsabiliza-los de imediato sem ao menos checar se também não poderíamos tê-los alertado ou os ajudado quando percebemos que precisavam. O próprio "fulano" e "ciclano" não agregam a culpa sobre eles do fracasso do trabalho, culpam a qualquer coisa, até mesmo objetos, como o computador: "não tive como fazer algo melhor, pois meu computador estava lento". Tem casos e casos. Mas a maior parte, os responsáveis nunca admitem que não se esforçaram o suficiente para alcançar o sucesso dos resultados, sem antes culpar algo ou alguém.


É como no caso do bom líder. Quem nunca ouviu falar que o bom líder não é aquele que manda, e sim aquele que vai junto? Pois bem, se o trabalho da equipe fracassar, o líder deve ser o primeiro a se responsabilizar pelo fracasso, mas quando há vitória, ele deve ser o primeiro a admitir o mérito de todos. Contraditório? Não. Pois esse é o verdadeiro espírito de liderança. É a função do líder, é sua responsabilidade orientar, acompanhar e incentivar, não apontar o erro por apenas apontar.

Assim devemos em nosso dia-a-dia nos tratar como nossos próprios líderes. Se tudo der certo fique feliz por seu empenho e usufrua sua conquista, e se não der, saiba reconhecer sua parcela de responsabilidade também, não se culpando por tudo, mas se conscientizando que pode fazer melhor dá próxima vez.

Se torne o agente ativo de sua própria história. Da maneira que puder.
Somos sim, capazes de transformar a nossa vida, a nossa história. Saía da poltrona e mexa-se.

O blog não é um livro de auto-ajuda, mas lendo sobre o assunto, achei mais que pertinente compartilhar essa ideia com vocês. Espero que tenha contribuído de alguma forma para a sua reflexão. BEIJINHOS!

You Might Also Like

1 Cerejas

  1. Adorei a reflexão! Estou tentando melhorar isso na minha vida, porque SEMPRE culpo qqr coisa em vez de assumir que o erro era meu mesmo. Parece tão mais confortável, mas ao mesmo tempo estou fugindo de algo que não deveria... x.x
    Beijo!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir

Então, o que você me diz? Compartilhe comigo a sua opinião!

Natura

Postagens recentes

Curta nossa Fan Page!


Compre Natura Aqui!

Subscribe